Protótipo do Maserati MC20 é tributo a Stirling Moss

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

O “uniforme” do novo protótipo esportivo traz as cores dos grandes feitos do Maserati pilotado por Moss. 

A passagem de Sir Stirling Moss pela Maserati foi homenageada com uma pintura comemorativa para seu protótipo de desenvolvimento de carros esportivos, o MC20.  

A capa do protótipo é inspirada na pintura do histórico monolugar de Eldorado da marca, que estreou com Moss ao volante, no Autódromo de Monza, em 1958. A pintura foi apresentada em 13 de maio, porque foi nesse dia, no ano de 1956, que Moss venceu o GP de Mônaco em um Maserati 250F – um carro que ele descreveu como “o seu favorito”. 

O protótipo MC20 foi escolhido para usar o uniforme inspirado em Moss porque, segundo a Maserati, o modelo marca a intenção da marca de retornar ao mundo do automobilismo, após os sucessos internacionais do hipercarro MC12. 

A empresa disse que será uma “evolução natural” do MC12 de corrida limitada – o último modelo a usar o emblema Maserati Corse – e confirmou que “voltará ao mundo das corridas”, com o MC20 em mente. 

Leia também:

Em novembro do ano passado, a Maserati começou a testar o trem de força do carro em vias públicas em uma mula de desenvolvimento baseada no Alfa Romeo 4C, mas o carro nas imagens mais recentes parece estar usando carroceria pronta para produção. A máquina baseada em um Alfa estava sendo usada para abrigar um “novo trem de força totalmente desenvolvido e construído pela Maserati”, o primeiro de uma nova família de motores em desenvolvimento. 

A empresa ainda não confirmou nenhum detalhe técnico do carro, embora tudo caminhe para ser uma versão de produção do conceito Alfieri de 2014, que se comprometeu a colocar em produção em 2018. O conceito Alfieri era um cupê 2 + 2 com motor dianteiro, enquanto o protótipo parece ser de dois lugares com motor central. 

Informações sobre o desempenho também ficaram ausentes, contudo, quando a fabricante divulgou detalhes recentes e atualizados de seu plano de negócios, disse que estava aprimorando a linha de produção de Modena para acomodar o “trem de força elétrico” do carro. É provável que seja alguma forma de unidade híbrida, mas isso não “mata” as esperanças de ver uma versão totalmente elétrica. 

A nova máquina será o primeiro Maserati lançado desde 2015, com apresentação prevista para acontecer ainda este ano. 

Fonte: EVO Magazine