Volkswagen e eClassic lançarão versão EV da Kombi Type 2

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

Baseado na clássica perua de 1966, o e-Bulli de emissão zero e alcance de 200km.

A Volkswagen se uniu ao especialista em eletrificação, eClassic, para criar uma versão de emissão zero da Kombi Type 2.

Aprimorando sua bateria de íon de lítio de 45kWh de ponta do mais recente carro urbano Volkswagen e-Up! – o qual poderia vir ao Brasil com suspensão elevada -, o Samba Bus de primeira geração sacrificou seu motor a gasolina de 1,5 litro e quatro cilindros planos original por um único motor elétrico que bombeia 61kW e 21 kgfm.

Podem não ser números surpreendentes, mas é mais do que o dobro da potência do motor original da perua e a velocidade máxima é aumentada para mais de 130 km / h.

O Type 2 EV

Para quem já conhece um Type 2 original, a velocidade pode impressionar, mas a Volkswagen reprojetou o e-Bulli de diversas maneiras para lidar com o enorme aumento no desempenho.

Isso envolveu a adição de nova suspensão dianteira e traseira de vários elos com suportes de bobina e amortecedores ajustáveis.

A frenagem, felizmente, também foi aprimorada com os freios a disco ventilados, enquanto a caixa de direção rebelde da velha van foi substituída por um sistema de direção de pinhão e cremalheira muito mais preciso e direto.

Leia também:

Rodas maiores com pneus modernos e mais largos completam as atualizações do chassi.

De acordo com a Volkswagen, a construção do micro-ônibus original tornou a conversão relativamente fácil, deixando bastante espaço embaixo para embalar a bateria abaixo do chão do carro, enquanto o motor elétrico vive no mesmo local que o da antiga perua.

Assim como o e-Up!, o e-Bulli pode ser carregado usando um carregador rápido de 50kW DC, capaz de abastecer a bateria para 80% em apenas 40 minutos.

As atualizações externas do icônico Type 2 são sutis e incluem um par de faróis de LED mais brilhantes e um indicador de carga na parte traseira do Kombi.

No interior, há um câmbio de marchas moderno, um piso de madeira maciça, um novo painel de instrumentos e um sistema de som moderno de estilo retrô com alto-falantes ocultos. Seus assentos foram reajustados em couro, em vez do vinil resistente da Type 2 original.

A Volkswagen Alemanha diz que começará a vender o Kombi movido a bateria, com preços a partir de € 64.000, que ficaria em torno de R$ 352.537,00, na cotação atual da moeda europeia (março de 2020).

Fonte: Motoring