Novos regulamentos da F1 são adiados para 2022

Com os eventos atrasados, empresas perdem verba para investir em novos designs.

Este também não é um bom ano para as equipes de Fórmula 1. Além dos custos normais associados ao desenvolvimento e à entrada competitiva na temporada 2020, as equipes também tiveram que ficar de olho na mudança iminente de regras. Com as restrições orçamentárias definidas para acontecer em 2021, as equipes precisavam gastar o máximo possível para ficar à frente da concorrência. Agora, porém, as equipes se uniram para cancelar a corrida armamentista.

Crise na F1

De acordo com o site Motorsport.com, nove das dez equipes do esporte quatro rodas pediram inicialmente que a mudança repentina de regras fosse movida de 2021 para 2022. Com tantos GPs já atrasados, todos estão sentindo o fardo financeiro bater à porta. Não executar GPs significa que as equipes não estão recebendo dinheiro do patrocínio.

Ademais, o que provavelmente será um cronograma lotado aumentará os gastos de remessa e logística para as equipes no final da temporada. Com as empresas-mãe também sendo afetadas pela desaceleração econômica, não resta muito dinheiro para o trabalho intensivo em dinheiro de revisões completas do projeto.

Leia também:

As equipes inicialmente adotaram medidas para congelar os regulamentos de chassi e trem de força enquanto atualizavam o pacote aerodinâmico; em nota, a F1 informou apenas o congelamento nos regulamentos de chassi. Isso significa que as equipes podem continuar usando seus carros de 2020 por mais um ano, adicionando pequenas atualizações antes da revisão completa da regulamentação em 2022.

Inicialmente, o único ponto de apoio no pedido estava com a Ferrari, mas esta conseguiu mais pesos para o plano antes da chamada oficial. Com apoio unânime das equipes, a FIA e a F1 concordaram. O limite de custo ainda entrará em vigor em 2021, mas os regulamentos que governam o chassi não serão alterados até 2022.

Como parte do acordo, a F1 tentará disputar o máximo de corridas possível nesta temporada. Enquanto as corridas são adiadas de qualquer maneira, a categoria continuará com fins de semana mais curtos e mais alguns eventos consecutivos.

Fonte: Road and Track