Mais detalhes sobre o hipercarro 21C da Czinger

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

Com 3 de março chegando, a start-up revelou mais informações sobre o veloz 21C antes do Salão de Genebra.

Já considerado rival do Aston Martin Valkyrie, o 21C teve mais detalhes revelados pela Czinger antes de sua estreia em Genebra, na próxima semana. A nova empresa norte-americana ainda disse que seu “quebra de regras e caça recordes” tem um extraordinário trem de força escondido dentro dele.

Performance

A empresa revelou que o 21C é equipado com um V8 de manivela dupla de 2,88 litros, desenvolvido pela própria empresa, que acelera para 11.000 rpm e envia sua força para as rodas traseiras.

O hipercarro também é complementado por dois motores elétricos que acionam as rodas dianteiras, resultando em uma produção total de 1233 cv. Com o peso médio de 1250 kg da versão de estrada (a configuração leve da esteira é de apenas 1218 kg), a Czinger reivindica uma verdadeira relação potência / peso de 1:1 (medida em PS e kg).

Leia também:

Sem dúvidas, os números de aceleração citados são surpreendentes. O monstruoso carro vai de 0 a 100 km/h em 1,9 segundo e de 0 a 400 km/h em incríveis 29 segundos. É reivindicada uma velocidade máxima de 431 km/h.

Os 80 exemplares que serão produzidos contam com uma força proveniente de uma caixa de câmbio sequencial de sete velocidades com embreagem hidráulica de várias placas

O projeto ousado da Czinger

Projetado e fabricado do zero usando técnicas inovadoras de impressão e automação 3D, o 21C possui um chassi de liga e fibra de carbono. O design é altamente aerodinâmico e a Czinger afirma que, a 249 km/h, a versão de estrada produz 250 kg de força descendente e a versão de pista, 790 kg.

O carro também apresenta um arranjo de assentos em linha em um compartimento de motorista-passageiro no estilo jato de caça, com um único assento atrás do motorista.

Prometendo mostrar uma “mudança de paradigma na maneira como os veículos são desenhados, desenvolvidos, projetados e fabricados”. A empresa de um ano recebe o nome do fundador e CEO Kevin Czinger, o homem por trás do supercarro Divergent Blade de 2015.

O Blade foi tido como o primeiro carro do seu tipo a usar impressão 3D para formar os componentes de corpo e chassi.

No 21C, uma faixa de luz LED de largura total se estende pela parte traseira, dominada por um design de grade de favo de mel. A start-up afirma corajosamente que o 21C será “um dos veículos de desempenho mais avançados do século 21”.

Ao considerar seus atributos de engenharia e inovação sob medida, é provável que o carro não seja oferecido a um preço com menos de sete dígitos.

Fonte: Autocar