Aston Martin adia projeto Valkyrie Le Mans

Quem esperava ver o Valkyrie na pista de Le Mans pode se decepcionar – por enquanto.

Confirmando rumores, a Aston Martin anunciou semana passada que adiou os planos de colocar seu novo hipercarro Valkyrie no Campeonato Mundial de Endurance 2020-2021 e na Le Mans. A notícia chegou poucas semanas depois do investimento de US $ 239 milhões do proprietário da equipe de Fórmula 1, Lawrence Stroll, na empresa.

A montadora britânica diz que o adiamento do projeto decorre da decisão da ACO e da IMSA de combinar a classe Hipercarro com a nova plataforma LMDh de série conjunta. A declaração da empresa também cita o plano de Stroll de fazer da Aston Martin uma equipe de fábrica da F1 em 2021, afastando o financiamento da Red Bull Racing, parceira de desenvolvimento da Valkyrie.

Leia também:

A retirada da Aston Martin da próxima classe WEC significa que Toyota e Glickenhaus são os únicos participantes confirmados no momento. A Peugeot inicialmente planejou participar também, mas anunciou que iria reavaliar seus planos após o lançamento da plataforma LMDh. A Sportscar365 diz que um grupo de outros fabricantes, incluindo Porsche, McLaren e Ferrari, está avaliando entradas na categoria LMDh.

Ainda assim, ver um carro com grande potencial ser cancelado antes mesmo de ter a chance de correr é ruim. Mas é possível que não seja a última vez que ouviremos falar do V-12 na Le Mans, o futuro pode reservar esse prazer.

Fonte: Road and Track