Mustang Mach-E abre portas para nova era dos 100% elétricos da Ford

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

  • gallery

Com tratamento SUV, o novo Mustang elétrico da Ford chega ao mercado no final de 2020.

O Ford Mustang se tornou um SUV e totalmente elétrico. Embora o muscle car que todos gostamos permaneça à venda, o Mach-E marca o início de uma nova gama de veículos elétricos práticos da marca americana, abrindo caminho para uma variante de alto desempenho em 2021.

As referências do icônico muscle car são visíveis no novo modelo, com fortes quadris reais, luzes traseiras com três barras e uma grade frontal agressiva. Graças à falta de um motor sob o capô, lá dentro, há espaço para cinco e mais espaço para bagagem do que você esperaria encontrar em um rival com motor de combustão.

Leia também:

O Mustang Mach-E

Atualmente, estão disponíveis dois tamanhos de bateria, três saídas de potência e variantes RWD e AWD, mas a Ford confirmou que lançará uma versão de desempenho ‘GT’, provavelmente rivalizando com o Mercedes-Benz EQC e o Audi E-tron de 402 cv no futuro. Murat Gueler, designer-chefe da Ford na Europa, disse à revista Auto Express que a marca está almejando um tempo de menos de cinco segundos de 0 a 100 km/h e uma potência de 465 cv e 84,6 kgfm de torque para o topo de linha.

Hoje, o resultado são versões convencionais e duas versões especiais de performance (GT). As versões de entrada do Mustang Mach-E terão 255 cv na versão Select, e 282 cv na California Route 1. O modelo Premium terá opção dessas duas primeiras motorizações, com tração traseira, ou ainda uma de 333 cv com tração integral, a mesma configuração da versão First Edition. 

De autonomia, o Mach-E possui 480 km na versão de tração traseira, equipado com a bateria de maior capacidade, a qual é opcional. Na versão de tração integral, o “cara de cupê esportivo” terá autonomia para rodar cerca de 430 km com uma recarga.

O elétrico e tecnológico carro da Ford chega ao mercado norte-americano no final de 2020 e na Europa e outros países, apenas em 2021. Para o mercado brasileiro ainda fica a dúvida.

Fonte: Ford