Pininfarina Battista, hipercarro elétrico possui 1899 cavalos.

O kit de batérias é fornecido pela Rimac.

Estúdio de design que desenvolveu diversos modelos da Ferrari, cria hipercarro elétrico com potência absurda. O Pininfarina Battista estreou no Salão do Automóvel de Genebra. Modelo estreia sendo o carro mais potente a ser produzido na Itália.

Superesportivo possui 4 motores elétricos localizados nos eixos, e juntos produzem 1.899 cavalos e 234,5 kgfm de torque. Com números sem precedentes o Battista faz história em seu lançamento. O nome é uma homenagem ao designer e fundador da empresa Battista Farina.

O hipercarro elétrico pode atingir velocidade final de 350 km/h e a bateria de 120 Kw tem autonomia de 450 km. Com toda essa potência o Pininfarina Battista é capaz de acelerar de 0 – 100 km/h em menos de 2 segundos, chegando próximo ao tempo de aceleração de um carro de Formula 1. De 0 – 300 km/h pode ser feito em menos de 12 segundos.

Design exterior

Agora vamos falar sobre o design exterior do Pininfarina Battista. Como é comum no estúdio de design italiano, seus carros têm como característica apenas 2 linhas principais para dar forma ao carro. A linha principal de design começa na frente e passa por toda a lateral do carro até dar forma as asas traseiras e as lanternas. Essa linha principal conecta a frente com a traseira do carro, devido a sua inclinação ela ajuda a dar dinamismo no design. Pois na frente a linha começa abaixo e na traseira ela é mais alta.

A cabine em forma de gota ajuda a demonstrar o perfil aerodinâmico do carro, ela é escura o que enfatiza ainda mais as linhas do carro. A linha de cintura destaca a cabine, dando a volta em todo o carro, em conjunto com divisão das cores, destacando o perfil fluído do cockpit.

Na parte frontal os faróis são conectados por um LED e o detalhe em preto destaca o tema de design da frente, dando a impressão de uma asa dianteira ligando os faróis.

Design interior

Com o foco principal do interior sendo o motorista, a Pininfarina encontrou uma solução interessante, dividindo o painel de instrumentos em 3 sessões, onde a tela central tem as principais informações para o motorista, a tela do lado direito controla dinâmica e a performance, e a tela do lado direito controla o sistema de navegação e a mídia, e todas estão no campo de visão perto do volante e das mãos.

A divisão das cores foi feita para darem mais destaque a quem está no comando no carro, o lado do motorista é escuro e do passageiro marrom. As formas são simples e transmite a essência da marca, a pureza. Realçando a forma intuitiva do motorista interagir com o veículo.

Fonte: Pininfarina