Teto conversível porém ótima pilotagem, novo Porsche 911 Cabriolet

2020_porsche_911_cabriolet_8

Porsche 911 Cabriolet foi apresentado na Alemanha

Após apresentar o novo 911 no final do ano passado. Agora foi a vez do Porsche 911 Cabriolet. Apesar do novo modelo ser conversível, ele já apresenta atualizações importantes na rigidez da carroceria. Com isso, a Porsche pretende que o 911 Cabriolet tenha a mesma dinâmica do cupê.

Leia também:

Novo Porsche 911 992

Como os modelos mais potentes da gama 911, o novo Cabriolet será o primeiro 911 com teto retrátil a ser vendido com a opção Sports PDCC Chassis, ou seja, as melhorias de rigidez que acontece nos modelos 911 GTS, Targa e hard top. O Novo Porsche 911 Cabriolet é construído na nova plataforma MMB, com a estrutura reforçada no piso, painel corta fogo e também devido a nova maneira de montagem do motor, que agora se aproxima ao centro de gravidade do carro.

Devido ao novo sistema para abaixar ou elevar o teto, o tempo de que ela leva para fazer o movimento é de apenas 12 segundos, com o carro podendo estar até 50 km/h. Com o propósito de melhorar a rigidez do tecido da capota, foi adicionado ao tecido elementos estruturais de magnésio. Com isso, a capota não sofre tanta deformação do vento em altas velocidades. Apesar da Porsche não ter fornecido os dados do aumento de peso na versão conversível, acreditamos que será algo em torno de 80 kg.

Performance

O novo Porsche 911 Cabriolet utiliza também a mesma usina do 911 cupê, um flatsix 3.0 turbo de 450 cv e 53,8 kgfm de torque. Essa potência chega as rodas através do câmbio PDK com 8 marchas. Com sua aceleração de 0-100 km/h é apenas 0,2 segundos mais lenta do que a versão cupê equivalente. No Carrera S básico a aceleração de 0-100 é feita em 3.9 s, diminuindo para 3.6 no Carrera 4S com pacote Sport Chrono. Quando o Porsche 911 Cabriolet vier equipado com o pacote Sport Chrono, também será incluso o modo de direção para pista molhada.

No interior, a nova tela central agora tem 10,9 polegadas, com muito mais funções e maior tecnologia. O painel de instrumentos é analogo-digital parecido com o do Panamera.

Da mesma forma que o cupê, o 911 cabriolet tem sistemas para auxiliar o motorista, como o detector de pedestres e ciclistas, controle de cruzeiro adaptativo, visor noturno, câmera de ré entre outras.

Fonte: Evo