2020 Range Rover Evoque

2020_Evoque_01

Range Rover Evoque – O ícone veio para ficar

Após vermos as esculturas apresentadas pela Land Rover, podemos ver que as alterações no design seriam bem sutis no novo Range Rover Evoque 2020. Isso se deve ao pensamento “alemão” da marca britânica.

O que queremos dizer com isso, como forma de desenhar seus produtos, as empresas acabam optando por um design mais icônico, sendo mais marcante o design, as empresas optam por apenas evoluir e não revolucionar o design. Podemos ver isso em modelos como o GOLF e também o Porsche 911. O Range Rover Evoque marcou seu legado na primeira geração vendendo mais de 770 mil unidades.

Apesar das pequenas mudanças, a plataforma é nova chamada pela Land Rover de (PTA) Premium Transverse Architecture. Essa nova plataforma já está pronta para se adequar ao powertrain híbrido, embora seja lançada agora no Range Rover Evoque, será utilizada também nos modelos Discovery Sport e Jaguar E-Pace nas próximas gerações. O novo Evoque pode ser equipado com powertrain híbrido leve de 48 volts disponível já no lançamento. E uma versão plug in híbrida daqui 12 meses. Esse sistema híbrido leve está acoplado a um motor 2.0 turbo Ingenium a gasolina. Com isso em velocidades abaixo de 17km/h o motor a combustão é desligado para melhorar o consumo de combustível. Em outras situações o motor elétrico entra em ação com o motor a combustão gerando até 300 CV e 40,8 kgfm de toque.

Leia Também:

Land Rover Velar SVR

Na versão com apenas o motor 2.0 turbo, a potência é de 250 cv e 37,2 kgfm de torque. E em todas as versões Range Rover Evoque será equipada com câmbio automatizado com 9 marchas e tração integral com o novo sistema Terrain Response segunda geração, possibilitando o eixo cardã se desconectar, assim deixando apenas a tração nas rodas dianteiras para diminuir o consumo de combustível. Além de uma estrutura mais rígida e ajuste de suspensão revisado. Outra novidade é sistema de câmera Clear Sight, mostrando no painel do Evoque tudo o que passa por baixo do carro.

Continuando no sistema de câmeras, o novo Range Rover Evoque possui o Clear Sight Rear Mirror, uma câmera instalada na traseira do carro que podendo transformar o retrovisor central em uma tela, para dar melhor visão da parte traseira.

Com a inovação na plataforma, O Evoque teve seu entre eixos aumentado em 21 mm para dar melhor conforto aos passageiros que vão no banco de trás. O porta-malas é 10 por cento maior, e agora tem capacidade de 591 litros, e podendo crescer para 1.383 litros com os bancos traseiros dobrados.

Exterior Design

Agora vamos falar um pouco sobre o design, apesar do novo Evoque ter a essência da primeira geração, uma coisa que agradou bastante foram os novos para-lamas, que agora são melhores esculpidos, se juntando melhor com a carroceria. A simplicidade e a robustez ainda fazem parte da segunda geração, porém com maior equilíbrio. A linha de ombro ainda é um dos principais temas de design no Range Rover Evoque.

Apesar o SUV ser bem robusto o que ajuda a equilibrá-lo é a quantidade de sombra, pois da linha de ombro para baixa a maior parte das superfícies são negativas. Deixando o carro mais atlético e equilibrando com a quantidade de lataria que o carro tem. A linha que sai do farol e vai para a lateral até formar o detalhe abaixo do retrovisor, contornando a caixa de roda dá um aspecto bem técnico para o carro para aquele, por ser uma linha derivada de uma forma geométrica. Esse detalhe lembra bastante o design de carro super icônico, o primeiro Audi TT.

Os faróis posicionados bem na lateral em conjunto com as entradas de ar no canto dos para-choques, ajudam a evidenciar a largura do SUV e suas novas caixas de roda. E tudo isso em conjunto, sendo visto da dianteira essa linha que sai da parte inferior do para-choque e ainda sobe para formar a grade inferior do para-choque. Tudo isso para mostrar a postura do carro e mostrar que ele está sentado nas rodas, como costuma ser falado pelos designers. Falar só pelas imagens não é fácil, mas assim que o modelo chegar ao Brasil, mostraremos com mais detalhes o novo Range Rover Evoque.

Interior Design

Podemos dizer que a linguagem de design do exterior foi utilizada no interior. Com essas linhas horizontais dividindo o painel no meio, elas ajudam a alargar o painel e trazem simplicidade na forma. Com telas digitais tanto no painel de instrumentos quanto no console central, podemos ver que a tecnologia também faz parte da linguagem de design. Botões no volante ajudam o motorista na hora de mexer nas configurações do painel. As saídas de ar estão posicionadas na parte superior do painel, bem simples e sutis, com uma linha de contorno que vai da saída do motorista até as de ar central. Formando um gráfico interessante.

Na parte inferior do painel os botões para comandar o ar condicionado são simples e redondos, sendo a alavanca de câmbio o item mais complexo do console central. A dualidade de cor ajuda na esportividade e a mostrar as linhas que os designers pensaram para serem enfatizadas.